|
September 6, 2018
|

Mobile App Development: Quais são os diferentes tipos?

Tipos de desenvolvimento mobile Desenvolver aplicativos para dispositivos móveis apresenta desafios próprios. Independentemente do resultado pretendido, há muitos detalhes a serem observados pelos responsáveis durante o processo. O objetivo último é projetar uma solução cujos propósitos sejam bem definidos, oferecendo valor para o público-alvo. Aqueles que pretendem entrar de cabeça no mobile app development devem conhecer bem quais são os seus diferentes tipos.

A partir disso, metodologias como o Rational Unified Process, ou RUP, e o SCRUM podem ser implementadas. O que se pretende encontrar neste caminho é a melhor forma de atender às necessidades dos clientes. Entender os métodos e possibilidades para o desenvolvimento de apps é importante, mas tudo começa no conhecimento das categorias disponíveis. A seguir estão descritos os diferentes tipos de aplicativos.

As possibilidades listadas dizem respeito à compatibilidade/funcionalidade e disponibilidade. Começaremos pela primeira forma de classificação. Afinal, é importante conhecer as possibilidades de compatibilidade para se colocar melhor no mercado. Se 79.3% dos usuários utilizam Android, 13.2% iOS e 3.7% Windows Phone, qual plataforma escolher? Vale a pena investir na compatibilidade para todas elas? Entenda esta e outras questões a seguir.

Mobile App Development quanto à compatibilidade

Quando se projeta uma aplicação há três possibilidades: o app poderá ser de tipo nativo, WebApp ou híbrido. Este é um ponto chave no desenvolvimento de um projeto e pode ser determinante para o sucesso do produto. Entenda melhor as categorias do Mobile App Development abaixo. Depois de ler este texto, experimente conferir 5 tendências em desenvolvimento de apps mobile para 2018.

Aplicativos nativos

É o tipo de aplicação mais comum. São desenvolvidos em uma linguagem específica para o sistema operacional de destino. Switf e Objetive-C para iOS e Java para Android. Além disso, devem ser construídos utilizando-se o ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) para o SO pretendido.

A experiência do usuário tende a ser melhor aqui, oferecendo maior variedade de funcionalidades e interface mais rica. O app não depende da internet para funcionar. A maior desvantagem é que ele precisa ser refeito para funcionar em diferentes plataformas. Sua divulgação depende ainda das lojas – App Store e Google Play.

WebApps

São desenvolvidos em Javascript, CSS ou HTML5 e funcionam através de um browser. Podem ser utilizados em diferentes plataformas, sendo rápidos para se distribuir. Não demandam que o usuário instale ou atualize o aplicativo. Contudo, são excessivamente simples.

A integração com o hardware do dispositivo é praticamente inexistente, e os programas dependem da conexão com a internet. Este detalhe pode fazer com que fiquem lentos em alguns casos. A despeito do acesso rápido e fácil, oferecem pouco em termos de experiência e funcionalidades.

Aplicativos híbridos

Comportam-se como aplicativos nativos, pois são combinados com o WebApp. São programados com Javascript, HTML e CSS. Devido a estas características, poderão ser instalados em diferentes plataformas compartilhando a maior parte do código. Portanto, o WebApp utiliza todos os recursos de HTML5 e incorpora elementos nativos. Pode ser distribuído nas lojas online.

Desenvolvimento de aplicativos: Públicos vs. Privados

Estes são os principais tipos de aplicativos. Vale pontuar, enfim, que estes podem ser categorizados ainda como públicos ou privados. O primeiro caso são aquelas aplicações que podem ser encontradas e baixadas através das lojas de aplicativos públicas. Já no segundo caso, falamos de criações desenvolvidas especialmente para as necessidades de uma empresa. Por isso são conhecidos também como aplicativos corporativos e não estão disponíveis para download em lojas.

Para quem já desenvolveu um app, vale conferir estas 8 dicas de marketing para o lançamento do produto. Se você ou sua empresa pretendem investir em aplicativos para melhorar a presença no mercado, conheça a plataforma Totalcross. Esta ferramenta de desenvolvimento permite a criação de apps móveis com alto grau de portabilidade. Para mais informações, acesse a nossa página.

Comments

More articles

Pesquisa de mercado: Por que ela é importante para o desenvolvimento de apps?

November 19, 2018

Afinal, é possível criar app sem saber programação?

November 16, 2018

Como transformar um website em aplicativo?

November 14, 2018

Aplicativos: O que conhecer antes de criar um

November 13, 2018