|
October 9, 2015
|

Lidando com Junções em Bancos de Dados

Consultas com junções (joins) são muito comuns em aplicações de bancos de dados para acessar informações que estão espalhadas por duas ou mais tabelas. Porém, seu uso deve ser de forma inteligente para não causar lentidão desnecessária na aplicação, o que pode ser ainda mais grave em uma aplicação para dispositivos móveis, que têm menos recursos computacionais do que um desktop.

Ao executar operações com junção, elas podem ficar extremamente lentas mesmo para tabelas que não sejam tão grandes. Entretanto, algumas mudanças na consulta podem reduzir bastante o tempo que ela leva. Já vimos casos de junções ficarem 10 vezes mais rápidas quando a consulta foi rearrumada.

O desempenho de uma junção pode variar bastante dependendo da ordem das tabelas e das comparações na cláusula WHERE. Portanto, se uma operação de junção estiver demorando muito, o programador deve tentar modificar essas ordens e ver se o desempenho melhora.

A melhor maneira de ordenar as tabelas e as comparações na consulta vai variar de banco para banco, de como cada tipo de banco processa as consultas.

O próprio banco já tenta melhorar o desempenho da junção fazendo reordenações. Contudo, ele apenas usa heurísticas e estatísticas para melhorar a junção, não necessariamente achando as melhores ordens.

Outro fator que o programador deve observar deve ser os índices. Uma criação e uso adequado de índices em uma consulta (com ou sem junção) pode acelerá-la consideravelmente.

Comments

More articles

Como transformar um website em aplicativo?

November 14, 2018

É possível instalar aplicativos Android no Windows?

November 9, 2018

10 dicas de como criar um aplicativo para todas as plataformas

October 24, 2018

6 aplicativos Android que você precisar ter no seu celular

October 17, 2018

LEAVE A COMMENT