|
July 9, 2018
|

Desenvolvimento mobile multiplataforma X Desenvolvimento Nativo

Todo mundo tem um smartphone hoje em dia. Por causa disso, os aplicativos móveis se tornaram uma necessidade total para empresas modernas.
No entanto é 2018 lá fora, e o mercado de dispositivos móveis é insanamente diversificado. Dezenas de novos smartphones e tablets são lançados todos os meses. Como resultado, os desenvolvedores de dispositivos móveis e os proprietários de empresas enfrentam um número cada vez maior de desafios relacionados a aplicativos móveis. Alerta de spoiler: não há mágica quando se trata de escolher qual plataforma usar.
Cada uma das opções tem suas próprias vantagens e desvantagens. Sendo proprietário de uma empresa, você deve ter uma sólida compreensão das diferenças entre eles.

Desenvolvimento de apps Nativos

Vantagens:

  • Permite que você desbloqueie totalmente o potencial de dispositivos móveis: A essência dos aplicativos nativos é que eles são escritos para uma plataforma específica (hoje, é Android ou iOS). Em última análise, isso significa que os desenvolvedores móveis podem fornecer uma integração muito melhor da funcionalidade dos aplicativos com os recursos de hardware dos dispositivos móveis: Bluetooth, NFC, sensor GPS, câmera, microfone, acelerômetro, giroscópio etc. O acesso a esses recursos é especialmente importante para o trabalho com dados como a localização geográfica do usuário ou gestos.
  • Proporção e controle de exibição. Usar uma linguagem nativa oferece mais liberdade em termos de otimização de tela. Hoje, há uma variedade ilimitada de smartphones e tablets com diferentes tamanhos de tela e proporções. No início deste ano, a Samsung apresentou ao mundo o Galaxy S8 e S8 com seus incríveis displays sem bisel, fazendo com que o formato 18: 9 seja uma nova tendência na indústria. Além disso, os fabricantes de dispositivos móveis estão constantemente pressionando a barra de qualidade de exibição aumentando o dpi em seus dispositivos. É por isso que, como sempre, é crucial para as empresas garantir que seus aplicativos sejam exibidos corretamente.
  • Desempenho de alto nível. Além desse controle e flexibilidade ampliados, uma melhor integração com o hardware de dispositivos móveis oferece outra vantagem significativa. Os aplicativos nativos são muito rápidos e têm um desempenho notavelmente melhor que, digamos, aplicativos da web. Os aplicativos nativos utilizam totalmente o poder de processamento dos dispositivos móveis, de modo que o tempo de resposta é minimizado ao máximo possível.
  • Melhor distribuição e monetização. Qual é o primeiro lugar aonde você vai quando quer baixar um aplicativo? É provável que você abra a loja de aplicativos da sua plataforma e comece a procurar lá. Os aplicativos para dispositivos móveis desenvolvidos com base em linguagens de programação nativas são exibidos no Google Play ou na App Store e recebem suporte total de um dos locais de mercado depois de aprovados. Isso também facilita para sua equipe de marketing promover seu aplicativo para dispositivos móveis, pois os usuários sabem exatamente onde encontrá-lo. Por fim, o fato de os aplicativos nativos só poder ser baixados por meio de lojas de aplicativos beneficia os usuários em termos de segurança.
  • A conexão com a Internet não é obrigatória. Como os aplicativos nativos são instalados no próprio dispositivo, eles permitem que você acesse dados no modo off-line. Ao mesmo tempo, o aplicativo da web ou qualquer outra plataforma requer conexão on-line constante, tornando-se dependente da velocidade da rede. Combinado com um ótimo desempenho, a capacidade de trabalhar off-line torna os aplicativos nativos a escolha perfeita para o desenvolvimento de jogos para dispositivos móveis.

Desvantagens

  • Custo de desenvolvimento. Aplicativos nativos são mais caros no desenvolvimento do que aplicativos da multiplataforma e da web. Isso porque você precisa desenvolver um aplicativo separado para cada plataforma. Até recentemente, havia três deles: Android, iOS e Windows Phone. No entanto, se você já ouviu falar, a Microsoft parou oficialmente de oferecer suporte ao Windows Phone, o que significa que a plataforma não receberá mais atualizações de software. No entanto, ainda existem duas plataformas diferentes para serem suportadas.
  • Intercompatibilidade com outro sistema operacional móvel. Aplicativos nativos para iOS são desenvolvidos usando Swift ou Objective-C e podem ser instalados somente em iPhones ou iPads. Da mesma forma, os aplicativos para Android não são compatíveis com o iOS porque são criados com Java ou Kotlin. Outro aspecto que vale a pena mencionar é a compatibilidade de versões. Por exemplo, devido a várias versões do Android, fornecer suporte total a todos os usuários do aplicativo se torna um desafio real.

Desenvolvimento de apps multiplataforma

Vantagens:

  • Base de código reutilizável. Em vez de escrever vários aplicativos diferentes, os desenvolvedores móveis podem usar o mesmo código para todas as plataformas. Quando você desenvolve um aplicativo móvel nativo, por exemplo, para iOS, precisa usar uma pilha específica de tecnologias para escrever um novo código para um recurso. No entanto, quando você deseja implementar o mesmo recurso, mas em uma plataforma diferente, também é necessário usar uma pilha de tecnologias diferente da primeira. Por outro lado, este não é o caso dos aplicativos multiplataforma, onde você pode simplesmente implementar um recurso para uma plataforma e ela funcionará nos outros. Essa reutilização também é uma vantagem quando se trata de implantação.
  • Economicamente viável. Desenvolver um aplicativo que funcione em várias plataformas e use a mesma base de código é muito econômico. Para que sua ideia seja implementada como um aplicativo multiplataforma, não requer investimentos pesados em termos de recursos. Isso porque você não precisa de uma equipe dedicada para cada sistema operacional móvel. Graças a uma curta curva de aprendizado e uma pilha unificada de tecnologias, todas as plataformas podem ser mantidas por uma única equipe.
  • Maior alcance de público e oportunidades de marketing. Aplicativos multiplataforma segmentam várias plataformas. Como resultado, as empresas podem aumentar sua base de usuários muito mais rapidamente do que em comparação com os aplicativos nativos. Isso é especialmente benéfico para pequenas empresas. Quando você tem um aplicativo lançado para Android e iOS ao mesmo tempo, economiza muito tempo e dinheiro, em vez de criar apenas um aplicativo para qualquer uma das plataformas. Isso também permite cobrir todas as bases, porque o que funcionou perfeitamente para usuários do iOS, por exemplo, pode não ser a melhor ideia para o Android.
  • A mesma interface do usuário e UX em todas as plataformas. O desempenho do seu aplicativo é, sem dúvida, importante. No entanto, não menos importante é como o aplicativo se parece e se sente. Pode ser difícil manter a mesma UI e UX simplesmente porque há duas equipes separadas trabalhando nelas. O uso de uma única base de código permite que os aplicativos de plataforma cruzada mantenham a mesma aparência e experiência do usuário em todas as plataformas.

Uma ótima opção de ferramenta para essa vertente de desenvolvimento é o Totalcross. Com essa ferramenta você pode desenvolver multiplataforma usando JAVA e disponibilizar seu app para coletores, Windows Desktop, iOS, android e Linux.

Desvantagens:

  • Não é tão flexível quanto os aplicativos nativos. O fato de os aplicativos de plataforma cruzada poderem ser desenvolvidos para Android e iOS é uma vantagem e uma desvantagem ao mesmo tempo. Por quê? Quando você precisar implementar algum recurso interessante que deve funcionar e ter suporte em todos os dispositivos igualmente, há uma chance de que as tecnologias de plataforma cruzada não sejam capazes de fornecer o mesmo nível de flexibilidade que você pode encontrar nas linguagens de programação nativas . Em outras palavras, se você está se perguntando se o recurso funcionará da mesma maneira em todos os dispositivos, é mais provável que isso aconteça.
  • O desempenho não é o lado mais forte. Como as aplicações multiplataforma têm que abrir mão de uma grande flexibilidade em prol do suporte amplo, elas também perdem em termos de desempenho em comparação com suas contrapartes nativas. Mas existe uma exceção, graças a tecnologia desenvolvida pelo Totalcross, esse não é mais um problema, já que essa ferramenta consegue preservar o desempenho nativo da aplicação. O único “problema” é que você precisa desenvolver em Java.
  • Submissão para as lojas de aplicativos é um processo complicado. O processo de enviar seu aplicativo para a loja de aplicativos e obtê-lo autorizado leva um período relativamente grande de tempo. Além disso, todas as atualizações que você implementa após o primeiro lançamento também precisam ser autorizadas pela loja de aplicativos antes que elas se tornem disponíveis.

Conclusão

Portanto, se você deseja impressionar os usuários com uma interface rápida, funcionalidade avançada e desempenho geral, os aplicativos nativos são o que você precisa. Além disso, você obtém melhor segurança e estabilidade. O preço disso é que você provavelmente precisará contratar duas equipes dedicadas para cada plataforma. Pequenas empresas podem não ter condições de desenvolver um aplicativo para ambas as plataformas.

Os aplicativos multiplataforma, por outro lado, podem ser desenvolvidos para iOS e Android, em que a coisa toda é um trabalho de equipe única. Além disso, os aplicativos multiplataformas são muito mais fáceis em termos de manutenção e implantação, para que você possa gastar mais tempo e dinheiro em marketing e atrair novos clientes. No entanto, sua maior desvantagem é um desempenho menor, o que pode ser especialmente importante se você estiver desenvolvendo um aplicativo com recursos que exigem integração profunda de hardware.

De qualquer forma, se você planeja implementar sua ideia como um aplicativo para dispositivos móveis, mas não sabe qual plataforma escolher, entre em contato conosco.

Comments

More articles

X dicas para você criar uma estratégia de mobile marketing infalível

November 20, 2018

Pesquisa de mercado: Por que ela é importante para o desenvolvimento de apps?

November 19, 2018

Afinal, é possível criar app sem saber programação?

November 16, 2018

Como transformar um website em aplicativo?

November 14, 2018