|
December 7, 2015
|

Como reduzir custos com plataforma de desenvolvimento integrado

Os smartphones tornaram-se itens indispensáveis nas nossas vidas. Segundo dados da GSMA Intelligence, hoje temos mais aparelhos conectados à internet no planeta do que pessoas. Gadgets como telefones e tablets são utilizados a todo momento para consultar notícias, enviar mensagens e obter novos conhecimentos. Todo o potencial desses aparelhos não existiria se não fosse o trabalho de desenvolvedores independentes que, por meio de uma plataforma de desenvolvimento, criam ferramentas para milhões de usuários.

Até o final dessa década, possuir um app móvel será tão indispensável para as empresas quanto ter uma página nas redes sociais. Diante disso, muitas companhias têm dificuldades para decidir qual é a plataforma ideal para a distribuição de seus aplicativos. Desenvolver um app mobile pode sair caro e, no texto de hoje, mostraremos como é possível reduzir custos com o uso de frameworks multiplataforma. Confira!

O tridente dos sistemas móveis

O mundo mobile é divido entre três grandes plataformas: iOS, Android e Windows Phone. Cada uma possui as suas características individuais. O iOS, por exemplo, possui usuários mais dispostos a pagar por um aplicativo ou investir em serviços de assinatura. Entretanto, os custos do desenvolvimento nativo são altos. Além da conta de desenvolvedor, a Apple só distribui a sua suíte de criação de software para o OS X, sistema operacional dos caros MacBooks, iMacs e Mac Pro.

Por outro lado, a plataforma Android, do Google, permite a criação de aplicativos em qualquer plataforma. Seja no Windows, Linux ou Mac OS, é possível encontrar uma maneira estável para criar um app. Entretanto, a fragmentação da plataforma aumenta os custos de desenvolvimento. Hoje, o sistema Android está dividido entre uma infinidade de smartphones com telas, processadores e versões do sistema diferentes, o que dificulta a distribuição do software na Google Play Store.

Já o caso do Windows Phone está cada vez mais focado na convergência digital. Com a chegada do Windows 10, já é possível utilizar o mesmo código para criar um software para celulares, computadores e para o Xbox. Mas, com o baixo market share do sistema, qualquer aplicativo enfrentará alguma dificuldade para atingir um número realmente grande de usuários.

A convergência é multiplataforma

Durante anos, a criação de aplicativos em código nativo foi vista como a única opção possível para quem quer entrar no mercado do software mobile. Entretanto, o surgimento de linguagens de programação flexíveis e as suítes de desenvolvimento cross-plataform mudaram esse cenário. Hoje, com o auxílio da linguagem Java, é possível criar soluções em software seguras, rápidas e confiáveis para diversos sistemas.

Seja na App Store ou na Google Play Store, o seu aplicativo poderá ser distribuído para diversos sistemas com uma experiência de uso consistente. Dessa forma, aplicativos tornam-se populares mais rapidamente, aumentando a presença da empresa no mercado. Com o auxílio de testes e pequenos tweakes no código, é possível garantir que o seu programa será fluido mesmo nos telefones mais básicos.

Reduzindo investimentos e aumentando lucros

O uso de plataformas de desenvolvimento integrado pode ser caracterizado, principalmente, pelo seu custo benefício. Ao criar um app para vários sistemas com o mesmo código, os custos com a criação de um programa diminuem drasticamente. Além disso, o lucro tende a ser muito maior, uma vez que a distribuição do software poderá ser feito em mais plataformas.

E você, já usa uma plataforma de desenvolvimento integrado? Então leia o nosso texto e entenda por que o desenvolvimento cross-plataforma é uma tendência mundial.

 

Comments

More articles

Como Apps Mobile podem aumentar a produtividade da sua empresa?

September 28, 2018

Saiba como melhorar o desenvolvimento de aplicativos na sua empresa

September 4, 2018

Qual o melhor para a minha empresa: ERP na nuvem ou ERP local?

July 23, 2018

Afinal, para que serve o sistema empresarial?

July 23, 2018